sábado, 3 de maio de 2014

Adendo

Flutuar no ritmo de todos os boleros rasgados
Retirados das entranhas das cordas
No ritmo d'um rio, vário
Vazado em sendas de meu mundo
Bocados de finos gostos

flertes

Essa absorção – a afronta à semântica que vez ou outra aplico, com descuido, a meus escritos – é um flerte com o artificial;
sai a poesia, entra maresia.
O meu problema não é juízo, é a falta de.

So Lonely, Nouvelle Vague.